Diário de estudante #09

9 de outubro de 2014

Desde que eu comecei a estudar pro vestibular, no final do último dezembro, resolvi dividir com vocês minhas experiências com os estudos. Então, em janeiro, criei o diário de estudante e venho tentando postar aqui mensalmente sobre esse assunto. Alguns posts eu escrevi, outros viraram apenas vídeos na Tv Pe-dri-nha, alguns meses acabaram passando em branco - lembrem-se que eu estou estudando pro vestibular, né hahaha -, mas venho tentando ao máximo compartilhar com vocês esse meu 2014 atribuladinho.


na ordem:

ABRIL
JUNHO
AGOSTO 



1) Que curso quero?
Jornalismo.

2) Quais vestibulares vou prestar?
ENEM, pra UFOP; FUVEST e UFSC.

3) Onde estudo?
Faço um cursinho pré vestibular social chamado Educafro, no qual também dou aula de Biologia, como voluntária. De segunda à sexta, tenho aulas à noite e no sábado, passo o dia inteiro lá (amo aquele lugar). 

Mesmo assim, a maior parte dos estudos eu coordeno sozinha, em casa. Esse mês peguei os temas que faltam estudar em história - os mais específicos - e estabeleci uma rotina de 3 exercícios de física e de química por dia (porque nos últimos simulados que eu fiz, essas duas foram as matérias que eu mais tive dificuldade). 

4) Que material uso?
Eu resolvo os exercícios e faço alguns esquemas-resumo no meu caderno (ele não tem linhas, o que facilita muito as resoluções e me permite organizar a página do jeito que eu achar melhor). Vejo vídeo aulas das matérias que eu não consigo entender tão facilmente. Além disso, pego exercícios das apostilas que eu achei lá no Educafro, que são de cursinhos tipo Coc, Anglo, Objetivo. Isso ajuda muito.

Sites/canais que eu venho utilizando nos últimos dias:
Química em Ação (vídeo aulas bem explicadinhas, com analogias legais e de fácil compreensão. Elas me preparam pra resolução de exercícios, que encontro em apostilas, livros didáticos e, principalmente, simulados que refaço em casa).

História Online (vídeo aulas incríveis, acompanhadas de resumos e listas de exercícios. É legal imprimir esses exercícios e tentar resolver depois de assistir às aulas).

5) Como está sendo estudar sozinha? Acha que deu o máximo de si durante esses meses?
Tá sendo uma experiência muito boa. Sinto que meu esforço, especialmente no começo do ano, me ajudou a revisar muita coisa e a aprender assuntos que eu nunca tinha entendido na escola. Acredito que eu poderia ter estudado bem mais - sinto que procrastinei exageradamente em alguns momentos -, mas tô confiante com o que eu consegui até agora. Pretendo acelerar meu ritmo nessa reta final. 

PS: Não acredito que meus momentos de procrastinação tenham sido pelo fato de eu não estar em um cursinho tipo Objetivo, porque eu já estudei no Coc e sei que se não depender da minha boa vontade em resolver os exercícios e tirar as dúvidas, aula nenhuma que eu assista vai me fazer passar no vestibular. Muita gente diz que nesses cursinhos top o professor acaba pressionando o aluno a estudar e ele mantem o foco, mas discordo. De nada adianta o professor animar o aluno durante a aula se, ao chegar em casa, a criatura procrastina do mesmo jeito. Com ou sem cursinho é necessário ter disciplina, mesmo que a rotina de estudos se altere várias vezes durante o ano (manter uma linearidade durante tanto tempo é chato, cansativo e talvez até impossível). Cabe ao aluno achar a melhor maneira de estudar e sim, essa melhor maneira pode mudar no decorrer do ano. É só não ter medo de arriscar. 

6) Dica pra quem tá no mesmo barco que eu.
As provas estão chegando. Não adianta pegar dicas de estudo programadas para o ano todo. Se você ainda não fez simulados referentes às provas que você pretende prestar, faça! Veja se na sua cidade tem algum simulado aberto. Caso não haja, procure na internet provas anteriores e resolva em casa, num momento tranquilo, cronometrando o início e término. Depois, se houver dúvidas, honey, sambe, mas tente tirar o máximo possível, seja com professor, com aquele amigo que entende um pouco mais, no google, te vira!

Baseando-se nesses simulados é que você vai ver o que tá apertando mais teu calo. Não adianta fazer um só, hein. Na média dos que eu fiz, me lasquei mais em Física e Química, então tô descendo na boquinha da garrafa dessas matérias e é nelas que vou me focar daqui pra frente. 

Dê uma lida no edital do vestibular que você vai prestar, se ainda não fez isso. Anote as matérias que você ainda não estudou - se focando nas que você teve mais dificuldade nos simulados - e escolhendo uma específica para aprofundar. Por exemplo, além de Física e Química, escolhi História, que é uma específica de Jornalismo, pra estudar mais. 

7) Vai dar tempo de ver tudo?
Não. Nem se eu fosse o Einstein, cara. Eu não conseguiria ver todos os assuntos NEM se eu tivesse abdicado de cada rolê, de cada gole de vinho, de cada ingresso de cinema, de cada viagem, de cada café com meus amigos. Não adianta entrar em desespero. Vamos manter a calminha, anotar direitinho o que eu sugeri no parágrafo anterior, colar na parede e ir riscando conforme for completando os estudos (essa coisa de riscar o que já estudou dá muita motivação).

8) Fique atento!
Anote as datas de cada prova que você vai prestar. Ao lado, escreva as matérias que vão ser cobradas naquele dia e de que maneira isso será feito (múltipla escolha, descritiva). Isso vai clarear muito mais o caminho que você tem que trilhar até chegar nesses dias. Dica: cole isso na parede também! 


Sempre posto alguma coisinha no Instagram sobre minha rotina de estudos. Se quiser acompanhar: @maniezita.




DIÁRIO DE ESTUDANTE #SETEMBRO 

Já que não teve diário de estudante em agosto, gravei no mês passado um especial com meu amigo Tadeu, que se formou em Jornalismo na UERJ recentemente. Ele contou como foi passar no vestibular, sair de casa, se manter na faculdade e se formar. Clica aí pra assistir (faz uma pipoca, se preferir).

Só deu tempo de upar hoje, porque tava demorando muito e a internet acabava caindo ou alguém precisava usar o computador, enfim. Gravamos no Rio de Janeiro, na última vez que fui lá, justamente pra ver ele se formando (foi LINDO!). Direto de Ipanema, pra vocês:



ATENÇÃO:
Perguntem o que quiser
é de graça e eu respondo com amor


Manie
Estudante de jornalismo, escritora por amor e professora nas horas vagas. Tenho 22 anos, moro em Floripa com meu companheiro e tento ver graça nas coisas simples do dia-a-dia.

Você poderá gostar também:

4 comentário (s)